Arquivo para junho 2010

Novidades em breve

23 de junho de 2010

Novidades

Em breve trarei muitas novidades aqui no blog. Veja um pouco do que está por vir:

Contarei minha experiência escrevendo contos para concursos;

Falarei mais sobre o projeto “A Guerra dos Anjos” e sobre o primeiro capítulo da trama;

Estarei postando links para concursos diversos, relacionados com o mundo da escrita;

Videos e sites relacionados com a arte de escrever;

E muito mais. Aguardem as novidades!!!

A Derradeira – Poema antigo

12 de junho de 2010

Esse é um poema que escrevi há muito tempo, datado de 09/11/2003, denominado “A Derradeira”. Nunca trabalhei muito nele mas espero que gostem.
__________

Palavra solta,
Vagava pelo ar
Desejando ser descoberta.

Sentia-se só,
Queria ser escrita, difundida.
Esperança sem fim.

Ao menos, pensava,
Poderia ser falada.
Triste esperança.

Palavra de poder que,
sem poder ser usada,
Tentou suicídio.

Não conseguiu.

A Esperança permanece
E a vida continua!

Fast Tale !

10 de junho de 2010

Todos conhecem o tipo de comida fast-food, usualmente pedido quando se está com fome e sem muito tempo para uma refeição completa.

Pois bem, estava eu voltando do almoço para o escritório e pensando em como terminar (mais) um conto para enviar para o concurso de antologia da Alhéteia, do site Na Ponta do Lápis.


Concursos Literários

Quando, do nada, tive um insight: eu faria um fast-tale (conto rápido).

Comecei a andar depressa para chegar ao escritório, com medo de perder a idéia e a inspiração. Ela poderia sumir do mesmo jeito que tinha aparecido, e isso eu não queria.

Chegando lá, tive que esperar minha super máquina entrar em ação para poder abrir o word.

Não consegui esperar o pc ligar, o barulho da cpu me deixou ansioso. Então resolvi escrever na minha agenda mesmo. E assim o fiz.

Gostei muito do resultado. Intitulei o conto de “O Pequeno Camaleão”, 13 linhas do word bem gastas. Espero poder postá-lo aqui depois.

De tudo isso, aprendi que, se você quer ser um escritor, tem que estar sempre preparado. A inspiração não marca horário, ela chega sempre sem avisar!

Contando Contos

7 de junho de 2010

O final de semana deveria ser usado para distração e divertimento, para descarregar a tensão acumulada durante toda a semana. Porém, para mim, não foi bem assim.

Na sexta, resolvi participar de um concurso de contos do site Na Ponta do Lápis, de Leo Schabbach. Esse concurso tem como objetivo selecionar contos de fantasia para a publicação em um antalogia, denominada de Alheteya.

Pois bem, lá estava eu, sentado, com mil idéias na cabeça e nenhuma palavra no caderno. A caneta balançando ansiosa em minhas mãos era o reflexo do turbilhão que se formava em minha mente.

Por que será que era, e ainda o é, tão difícil transformar idéias em palavras?

Resolvi, então, escrever tudo que estava pensando. Não me importei com a ordem (ou a falta dela), com os temas e com a inspiração. Apenas escrevi. E quanto mais eu escrevia, mais coisas eu tinha para escrever.

Assim, descobri que o segredo é escrever. Caoticamente, mas escrever.

Depois de tudo, basta juntar as idéias, reorganizar e dar uma ‘polida’ na sua obra. Exercitando a escrita, vai-se ganhando prática e, dessa forma, mais experiência para se escrever melhor.

É pena que só descobri isso no domingo à noite.
__________

Consegui, enfim, terminar o conto, que denominei de “O Sonhador”.
É o primeiro conto que escrevo, não sei se ficou bom, mas, mesmo assim, enviarei ele para o Léo. Depois publico ele aqui no site para vocês conferirem.

É isso. Gostou? Comente!

É Hora de Começar!

2 de junho de 2010

Olá, aproveite a leitura!

Você gosta de livros? Se a resposta for sim, você não está sozinho.

Milhares de pessoas no mundo leem por prazer, trabalho ou para adquirir conhecimento. Uma das vantagens de ler, na minha opnião, é que você viaja mas suas preocupações e seus problemas, não. Ler é um mergulho no qual toda a realidade à sua volta é deixada momentaneamente para trás, para se imergir em um mundo novo e muitas vezes maravilhoso.

Eu sempre gostei de ler: ficção, ficção científica, romances em geral e policial. Comecei lendo Sherlock Holmes (porque os livros eram finos e de leitura rápida), passei por Edgar Allan Poe, Tolkien, J. K. Rowling, Stephen Mayer e muitos outros. Hoje em dia sou fã de Jonathan Stroud e seu trabalho impecável na Trilogia Bartimeaus.

Todos esses escritores passaram suas mensagens de amor e ódio, lutas e derrotas, e, assim, deixaram as suas marcas na minha essência.

Mas acontece que a minha essência, agora, está transbordando. Transbordando da vontade de trazer ao mundo uma história que há muito tempo me acompanha, que ronda os cantos da minha mente esperando a oportunidade perfeita para se libertar e vir ao mundo.

Nos próximos meses tentarei traduzir em palavras essa história. Sei que será uma tarefa árdua e complicada. Escrever sempre o é. Garanto a vocês, porém, que darei o melhor de mim.

Eu já plantei a arvoré, agora é hora de escrever o livro.

Nos encontramos em breve.

Cuidem-se!

Sigam-me os bons: http://twitter.com/_thiagoneves_