Não seja roubado!

Se você quer ser um escritor de sucesso, vender muitos livros  e até dar autógrafos, você deve, primeiramente, começar a escrever e divulgar a sua ideia.

Mas tome cuidado para não ser roubado. Não confie em qualquer proposta que lhe apresentarem ou que você achar pela internet, veja o porquê a seguir.

O mercado está cheio de pessoas que podem ajudar a divulgar o seu trabalho, e isso é muito bom. Porém, há também pessoas que só querem lucrar e que se aproveitam de sua inexperiência como escritor para te enganar e te roubar.

Foi o que quase aconteceu comigo esses dias.

Navegando pela internet, encontrei um blog, o Intercâmbio Internacional Pontes Literárias, que dizia fazer seleção de livros para editoras estrangeiras, o que pode até ser verdade. Empolgado com essa descoberta, fiz minha inscrição no blog.

Depois de pensar um pouco e de analisar alguns dados desse blog, acabei por concluir que não compensaria participar da seleção. O que mais estranhei foi o fato de destacarem em grandes letras vermelhas que a editora responsável pela seleção pagaria a quantia de R$ 15.000,00 para os autores que tivessem livros selecionados.

Em conversa com meu amigo Leo Schabbach, do site Na Ponta dos Lápis, ele me disse que investigou uma suposta parceira entre esse blog e uma editora alemã chamada Taschen. Segundo ele, a editora foi taxativa ao afirmar que jamais pediu originais para o blog.

Como você pode perceber, a situação do blog em questão é totalmente duvidosa, já que eles afirmam ter parcerias que não tem.

Por isso, amigos escritores, não se deixem levar pelas aparências. Antes de enviarem seus originais, ou até mesmo as suas ideias, para algum lugar, façam uma pesquisa. Afinal, o Mister Google está aí, ao seu alcance.

Ao terminar esse post, fui ao Intercâmbio Internacional Pontes Culturais e, engraçado, depois das investigações e perguntas feitas pelo nosso amigo Léo, eles retiraram a seleção do ar, alegando que o concurso “foi cancelado, devido á divergências de informações entre o intercâmbio e a editora.”

Esclareço que nós, escritores iniciantes, estamos dispostos a ouvir eventuais explicações dos donos do referido blog.

Thiago Pereira Neves, 07 de julho de 2010.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Manual do Escritor

48 Comentários em “Não seja roubado!”


  1. Ihh, mas esse blog tá parado!

    Cadê vc amor?

    Some dakiii nãoo..

    Beijãoo.

    Te AMO


  2. Se voltar ao blog verá que nada disso que fala tem fundamento, e verá o depoimento de muitos participantes, inclusive o Leonardo teve que se desculpra com uma editora da Austria sobre seus argumentos sem base, antes de publicar algo sobre um projto sério como o pontes culturais, pesquise e veja a veracidade dos fatos, antes de expor pessoas sérias como eu á comentários maldosos, espero que tenha coragem e hombridade de manter meu comentário no ar.
    Escritor Izabelle Valladares

    • thipen Says:

      Como eu disse anteriormente, Izabelle, estamos à disposição dos seus esclarecimentos. Lembro-te, entretanto, que não faço mais do que o meu papel em alertar meus amigos iniciantes, vez que achei estranho o fato de a editora alemã ter negado, terminantemente, ter ligações com o Pontes.

      Quanto ao sedex, dei uma olhada no site e vi que a cobrança é justa, sendo que retirei do post a referência.

      Você tem explicações quanto à parceria com a Taschen?

      Ah, e pode ficar à vontade para comentar porque aqui não barramos nenhum comentário. Estamos em um país livre e todos tem direito de voz no meu blog.


  3. Olá. Só em termos de esclarecimento (já que meu nome foi citado na postagem e nos comentários e me acusaram de fazer levantamentos sem base), eu pedi desculpas para uma escritora da Áustria, uma vez que entrei em contato com ela para perguntar se havia a parceria com o “Pontes” e ela se assustou – o que mostra que ela aceitou a parceria, mas não sabe com exatidão informações sobre o grupo. Também pedi desculpas ao Pontes por ter assustado uma parceira. Não quero, nem nunca quis, assustar pessoas.

    Agora, no caso da Taschen (editora) eu não pedi desculpas, só para esclarecer. O que aconteceu foi que entrei em contato com eles, a RP da editora respondeu bem taxativamente que não havia qualquer parceria para a publicação de livros e ainda perguntou de onde as pessoas teriam tirado aquilo. Ela ainda deixou um comentário anônimo em inglês lá no blog do Pontes perguntando quem da Taschen teria falado isso para o grupo. Então, sobre a editora alemã o que aconteceu foi isso. Entrei em contato e eles foram bem taxativos dizendo que a parceria não existia.

    Por outro lado, há antologias publicadas pelo grupo que de fato sairam, o que, embora não seja algo tão difícil de se fazer, indica mais seriedade. Há também confirmação da parceria com a editora Estrofes e Versos, mas, uma vez mais, o editor de lá mencionou que houve conversas por e-mail de envio de originais para o Brasil e do Brasil para lá, sem saber com exatidão detalhes mais concretos do projeto; entretanto, ele realmente receberá os originais brasileiros para avaliar a publicação (embora ele já faça isso se o autor simplesmente mandar o original para a editora portuguesa).

    Enfim, isso ai foi o que foi apurado. Como podem ver, não há nada sem bases. Há só o problema de que uma das editoras apontadas como local onde livros serão publicados foi taxativa ao dizer que não havia a parceria e a RP ficou até irritada com a situação. Foi apenas isso. E foi isso que motivou a postagem deste blog.


  4. Continuando. Cheguei a pedir explicações sobre a Taschen, não recebi uma explicação satisfatória. Depois, resolvi esquecer um pouco do projeto por estar me dando muito trabalho, tenho algumas coisas sérias a resolver. Voltei no blog deles só hoje. O texto explicando o projeto agora está melhor e soluciona algumas confusões que tinha antes em relação a ONG que eles diziam apoiar o projeto (NGN Soluções) que é na verdade uma empresa de telefonia. Então as coisas estão mais explicadas por lá, há mais credibilidade ao projeto.

    Ainda assim, esta questão da Taschen ser taxativa em negar o envolvimento é problemática. Por sinal, no blog não encontrei mais as postagens relativas as seleções para esta editora, embora os livros tenham sido selecionados, as taxas pagas e etc…


  5. Continuei olhando o blog e vi que me enganei. Todas as postagens sobre a Taschen foram apagadas, exceto a primeira. Entretanto, o comentário que a RP tinha feito em inglês perguntando de onde foi tirada a idéia de que eles iam publicar o livro foi apagado (estranho pedirem para o Thiago não apagar o de vocês quando apagam o de outros).

    Além disso, o título, onde se falava “seletiva para a Taschen e Calendário”, curiosamente o nome Taschen foi alterado para Taschentsh. Isso me pareceu muito estranho, uma vez que estava escrito certo antes e está escrito errado agora. Por quê?

    Enfim, as questões problema estão ai. Quero muito acreditar no projeto de vocês, mas essas questões envolvendo a Taschen me pareceram estranhas, ainda mais agora com esse súbito “erro” no título, erro que não existia antes, ou seja, foi colocado depois, intencionalmente.

    Se puder esclarecer, será ótimo, como disse, apoiarei o projeto de vocês com tudo se ele for de fato sério; farei de tudo para que consigam mais e mais apoio. Todavia, a questão envolvendo a Taschen me parece complicada e obscura, por tudo que expus (com bases, afinal, me acusaram de não tê-las, nos comentários acima).

    • thipen Says:

      Léo, também reparei que foram apagadas as postagens =/
      Quanto ao ‘erro’ no nome, porque será que eles editaram sendo que estava certinho antes? (Foi até de lá que eu ‘copiei e colei’ aqui no meu blog, por preguiça de escrever hehe).

      É isso Izabelle, aguardamos os esclarecimentos e torcemos para que o seu projeto seja, de fato, verdadeiro, pois quanto mais pessoas apoiarem os escritores (principalmente os iniciantes) melhor para a literatura brasileira e para a nossa cultura.

  6. Eduardo Jauch Says:

    Apenas colocando um pouco mais de lenha na fogueira…
    .
    Entre as editoras ditas “parceiras”, que podem ser encontradas aqui: http://livrariapontesculturais.com.br/conteudo/Parcerias.html (e eu já salvei a página…) ainda consta o nome TASCHEN.
    .
    Outro detalhe é que todos os “e-mails” são de servidores tipo hotmail, ymail, etc.
    .
    Como curiosidade e obviamente uma demonstração de má fé, a suposta editora “SAPO TONTO” de portugal (da qual eu não consigo encontrar uma única referência fora das páginas deste malfadado projeto), usa um mail SAPO.PT, que é um mail de uma provedora de internet portuguesa. O mail é gratuito.
    .
    Também não consegui encontrar a tal editora Irlandesa (Bloomslury) e nem a Espanhola (Prada). Elas simplesmente não existem no google…
    .
    Estranho não?
    .
    Independentemente de este projeto conseguir alguma publicação, para mim está claro que usa de meios ilícitos para angariar “fundo$”, usando nomes de editoras que não existem ou que não deram permissão para tal…
    .
    Enfim, não falta canalhice neste mundo…

  7. Robert Filgueira Says:

    Olá amigos, eu também me senti lesado pelo caso com a TASCHEN e ai seguem as minhas desconfianças:
    1º – Mandei um livro de 205 páginas em formato de documento e eles segundo a ponte culturais, foi lido em dois dias, como podem ler 400 livros em um mês se somente 1 pessoa está lendo?
    No meu livro havia um grande erro de continuidade, esqueci um personagem e matei um e depois no fim ele apareceu, pois bem, como meu livro foi selecionado com um erro desses?
    Quem me mostrou esse erro foi uma editora em que mandei meus orginais e ela pediu que eu reparasse o erro, mas se interessaria em publicar pelo conteudo.
    Perguntei a Izabelle quem havia lido meu livro e ela me informou outro nome de um homem dessa vez, pedi o contato dele e ela me informou que ele não estava no Brasil.
    2º – Mandei um comprovante de pagamento da taxa do sedex por e-mail e solicitei uma comprovação da taxa de embarque de algum material para alemanha. Sabe quando me mandaram isso? NUNCA (e detalhe, me retiraram da “seletiva” por este fato).
    3º – A tradução da minha sinópse não bate com o que eu andei pesquisando, pedi ao meu professor de lingua estrangeira (russo) que olhasse a sinópse, ele mostrou ao amigo dele que dá aula de alemão há 12 anos, e este me falou que há graves erros na tradução e não bate quase nada com nada, ele me disse que talvez a sinópse havia sido traduzida através do Google Translate, qual testei e bateu direitinho.

    Agora eu peço explicações deles e o máximo que sabem fazer é responder com palavras de baixo calão (burra), sem contar com imensos erros de ortografia e digitação, que empresa séria é esta?

    Até hoje espero alguma informação sobre a TASCHEN, pois minha prima que mora lá há 20 anos conversou com o acessor comercial da TASCHEN e eles a informaram que a TASCHEN só publica livros pedagógicos e no ramo de arte (nada de literatura).

    Quer uma prova? Entre no site da TASCHEN e procurem o ícone FICÇÂO! vou mais alem, procurem FICÇÂO FANTASIA.

    Não encontrou né? pois é, não publicam.

    Quanto ao post até hoje me pergunto, PORQUE RETIRARAM O POST QUE HAVIA O NOME DOS SELECIONADOS?

    A organizadora Ponta Culturais, até hoje não me forneceu seu endereço, não me mostrou uma prova de que meu livro foi pra Alemanha e ainda quer me cobrar 20 reais em cada lauda traduzida pra alemão, sorte a deles de eu não dispor deste dinheiro para pagar pra ver!

    Mas já estou conversando com outras pessoas que se sentiram lesadas, estamos apurando todos os fatos para não cometermos um erro, mas se algo houver, não tenham dúvidas, meu advogado já está estudando o material.

    Vamos mater contato pelo menseger: robert_stapp@hotmail.com

    Desde já grato.

    Robert F Jr.

    • thipen Says:

      Pois é, Robert. Pena que não tive conhecimento dos fatos antes, se não teria feito este post a muito tempo.

      Espero que você, assim como eu e outras pessoas lesadas, espalhe a mensagem para evitar que escritores iniciantes (e, às vezes, nem tanto) caíam nesse tipo de armadilha. Fique à vontade para divulgar o link do post.

      Só desse jeito poderemos ajudar nossos companheiros de escrita.

      —-

      Sobre o msn, não costumo entrar muito já que fico o dia todo no escritório, mas pode me adicionar (e quem quiser): thiagoneves.adv@gmail.com

  8. Eduardo Jauch Says:

    Para aqueles interessados, segundo a tal “Izabelle”, o site da editora PRADA, que afirmam ser parceiros e para a qual já fizeram um concurso, é esse:
    .
    http://editoresprada.blogspot.com/
    .
    E depois querem ser levados à sério…

  9. Robert Filgueira Says:

    Arregaram!
    Gente só foi eu falar em policia fluminense que na mesma hora eles me mandaram um e-mail dizendo que já haviam me reembolsado.

    Agora vamos obter provas suficiente pra inciar um proceso, agradeço a todos que puderem me passar os links, me mandem e-mail.

    robert_stapp@hotmail.com

  10. ejauch Says:

    http://pontesculturaisaverdade.wordpress.com/
    .
    Aqui estou tornando pública toda a falcatrua que é esse projeto…

  11. JUNIOR OMNI Says:

    “…OH QUÃO BOM E QUÃO SUAVE É QUE OS IRMÃOS VIVAM EM UNIÃO…”

    SALMOS 133

  12. Sueli Fajardo Says:

    Isso é muito sério. Também participei do “projeto”. Ainda bem que a polícia já está avisada e, com certeza, investigando, mesmo porque, projeto assegurado por mentiras, sinal de que as intenções não são nem um pouco boas em relação a nós que participamos do projeto, acreditando na idoneidade do mesmo e das pessoas que o criaram. Chegaram a ligar em minha casa, procurando por mim, com a desculpa de confirmarem a minha participação. Estranhei muito e agora vejo o por quê.

    • thipen Says:

      Sueli, como sempre falo pras pessoas que chegam aqui: espalhe a notícia, é o mínimo que podemos fazer.

      Polêmicas à parte, seja bem-vinda ao blog, espero que tenha gostado =D

  13. Sarah Aniston Says:

    Isto tudo é uma grande mentira, pois o Sr Robert foi retirado da seletiva pois agiu com imaturidade e grosseria com uma de nossas atendentes e isso é bem claro no Site, acontece que trabalhamos com agentes literários das editoras e não temos a obrigação de enviar a ninguém a fonte das editoras pois levamos tempo e dinheiro para conseguí-las e escritores imaturos acabam atrapalhando, me digam uma coisa, se batalhassem anos por parcerias me dariam? Lógico que não.Quanto a mentira do Sr Robert,não tememos polícia nenhuma uma vez que fizemos um BO contra pessoas que tentam difamar o projeto, e por enquento não podemos acusar ninguém. Não cobramos nada de ninguém e as pessoas que forem selecionadas em breve se pronunciarão, pois todas estão do nosso lado e as interessadas já receberam as provas necessárias de nossa integridade.
    Passamos as obras muitas vezes á editores a maioria das vezes sem cobrar nem o sedex, pois alguns aceitam por pen drive, acho que deveriam se ocupar escrevendo e não falando mal do projeto, e outra coisa… o concurso cancelado foi da amoobooks.

    • ejauch Says:

      Será que o senhor Robert foi “deselegante” com alguma atendente mesmo? Ou será que foi porque ENGRUPIRAM ele com um concurso para a TASCHEN que no fim das contas NÃO sabia de nada??? Aliás, nem sequer publica LITERATURA…
      .
      Aliás, considerando que o “Pontes Culturais” é uma pessoa “JURÍDICA”, seria interessante eles divulgarem o CNPJ. Ou o da ONG, para que as pessoas pudessem verificar se isso “existe” mesmo ou se é só “imaginação” da sra. Izabelle Valladares.
      .
      Sobre a questão dos “contatos”, pensava que o único interesse do projeto fosse AJUDAR autores. Afinal, a ong não tem fins LUCRATIVOS, certo?
      .
      De qualquer forma, não é necessário revelar as FONTES. As editoras que EXISTEM são sempre contactáveis… 🙂
      .
      Como a TASCHEN.
      .
      E CLARO que vocês não podem acusar ninguém… Vocês estão atolados em MENTIRAS até o pescoço…
      .
      E “Sarah Aniston”, tenho cá para mim que é uma pessoa tão “real” quanto “Pato Donald”…


  14. Fico feliz como editor e escritor de ver que temos união da classe literária, em contra partida fico triste de ver comprovação nos fatos desta tal projeto que até no começo chegamos a orçar valores para edita-lo e até criar uma chamada para ajudar , mas não o fizemos por muitos motivos e alguns são muitos claros como todos sabem e estão acompanhando.Somos uma editora de pequeno médio porte mas zelamos pelo nosso nome que tem ganhado força no mercado e graças a Deus de maneira transparente e honesta.Espero que tudo se resolva e amigos pessoais meu que estao neste projeto sejam ressarcidos da maneira correta.Abraços a todos e estamos a diposição.

    • thipen Says:

      Li Terata, obrigado pela sua manifestação. Temos que ser unidos para evitar que esse tipo de coisa CONTINUE acontecendo, vez que há (infelizmente) muitas pessoas que abusam da boa-fé alheia.

      Aproveito para indicar a Editora para os autores que estão procurando uma base forte e consolidada para apresentarem os seus originais.

  15. Robert Filgueira Says:

    Em resposta a Srª “Sarah”!
    Olá amigos, aqui estou eu novamente, bom conforme a Sarah (se realmente existe) disse eu de fato senti muita vontade de destratar alguma “delas”, pois são mal educadas em me responder um e-mail com palavras de baixo calão, quanto ao seu BO, que fique claro que tudo o que você posta complica sua situação, pois serão mais provas que terão nas mãos da polícia, eu entrei em contato com a polícia fluminense do Rio e logo logo eles chegarão até vocês, pois gente o endereço que eles fornecem no blog é contraditório, até hoje eu espero que eles me enviem um documento assinado pelo responsável da TASCHEN em relação a tal “seletiva”, andei pesquisando e cheguei a minha conclusão que a SAPO TONTO não existe, pois verifiquei todos os arquivos de internet e o único tópico que você encontra no Google falando de tal editora são eles do próprio projeto. Estou entrando com uma ação contra a Izabele Valadares que ainda não sei seu nome, pois nem na biblioteca nacional ela tem registro, quer uma prova de minha existência Sarah?
    Vá no site da biblioteca nacional e vá no ícone de consultar acervos do EDA e digite no nome pra pesquisar: ROBERT JÚNIOR DA SILVA SANTOS.
    Vai encontrar o meu livro bem registrado, o contrário de Izabelle e outra, se caso tentarem publicar meu livro estarão cometendo um grande erro, pois ele já tem registro no meu nome.
    Vamos lá?
    Queremos provas de vossa existência.
    CNPJ?
    Video-blog (de vocês mesmas).
    Fotos do documento de identidade.
    Contratos de editoras.
    E o verdadeiro nome de Izabelle Valadares para consulta ao EDA (todo escritor deve ter sua obra protegida).

    Desde já grato.

    Em nenhum momento eu fui grosso com nenhuma de quem quer que seja (se vocês de fato existirem)

    Pessoal peço a todos que procurem uma delegacia mais proxima e façam sua denuncia, pois aqui no amazonas já somos dois escritores e já estamos entrando em contato com a polícia.

  16. Luciano Reciaque Says:

    Este assunto já está virando coisa de [editado pelo dono do blog. Motivo: baixaria não é permitido], é claro que alguém aí tá se mordendo de inveja, quero que deixe este comentário no ar, não sou associado no pontes, mas voc~es parecem que não tem o que fazer, vejo muita gente em defesa e meia duzia acusando, é um proojeto com muita gente, porque não ocupam seu tempo, pensando em ajudar aos escritores, o mesmo assunto todo dia já deu no saco, e nada mudou.

  17. Robert Filgueira Says:

    Estão me adicionando pessoas que tentam me confundir com o que eu já tenho em mãos, gente não adianta.
    EU TENHO UM E-MAIL DA TASCHEN ME CONFIRMANDO QUE ELES NÃO TÊM NENHUM VÍNCULO COM O PORJETO.
    Quer mais prova do que isso?
    QUEM NÃO DEVE NÃO TEME!
    Cadê uma foto ai da Sarah, Izabelle, Lizian, todo o pessoal bem juntinho, foto do departamento, essas coisas no blog deles?
    Onde estão?

    É simples! Quer que paremos de postar as coisas?
    Nos mandem um registro de que é uma coisa séria, melhor nos forneça o nome do pessoal que já foram beneficiados por vocês?

    Por que é facil chegar alguem comprado de vocês e postar algo pra poder em dúvida os leitores, não é?

    Querem que eu post aqui o que a Taschen me respondeu e envergonhe a todos?

    Desde já grato e estou deixando de postar algo aqui, pois já tomei minhas providências.

  18. Cris Says:

    Olá,
    Sobre o registro no EAD, a escritora Izabelle Valladares existe sim. Creio que estejam digitando o nome dela errado. Eis o link http://www.bn.br/portal/index.jsp?plugin=FbnBuscaEDA&radio=CpfCnpj&codPer=07054174763

    • thipen Says:

      Realmente, a Izabelle é cadastrada no EAD. Registrada com duas obras, apesar de elas não serem publicadas.

      Título:
      A CÚPULA DAS VAIDADES

      Personalidades:
      IZABELLE VALLADARES SANTOS – Autor(a)

      Registro:
      478746, em 19/11/2009

      Gênero:
      Romance

      Obra Publicada:
      Não

      Tipo de Apresentação:
      Impressa/Computador, 177 página(s).

      Título:
      QUEM DISSE QUE SÓ FAZEMOS AMOR?

      Personalidades:
      IZABELLE VALLADARES SANTOS – Autor(a)

      Registro:
      479784, em 01/12/2009

      Gênero:
      Outros

      Obra Publicada:
      Não

      Tipo de Apresentação:
      Impressa/Computador, 84 página(s).

      Comentários:
      Livro de Autoajuda

      • ejauch Says:

        Acho que ainda há mais 3 obras dela registradas na BN.
        .
        A questão é que o “autor” (personalidades) pode entrar com qualquer nome, não precisa necessariamente ser o nome real do autor (pelo que percebi)
        .
        A questão é que qualquer um pode registrar o que quiser na BN. Não é preciso estar publicado.
        .
        Mas a questão é que a sra. izabelle não publicou obra alguma no Chile, por exemplo. Muito menos concorreu a qualquer seletiva envolvendo a RIL, posto que a editora nunca ouviu sequer falar dela ou do projeto…
        .
        Então, a questão aqui não é se ela tem ou não registro na BN daquilo que escreve.
        .
        A questão é que ela conta várias pequenas mentirinhas… E algumas MUITO GRANDES…
        .
        Mas mentira tem perna curta, já dizia vovó…

  19. thipen Says:

    É, um dia a casa cai!

    Informe divulgado no site da Câmara Brasileira do Livro (http://www.cbl.org.br/telas/noticias/noticias-detalhes.aspx?id=1378)

    A Câmara Brasileira do Livro, CBL, informa que autores brasileiros estão sendo abordados por uma ONG intitulada Ponte dos Sonhos que propõe traduzir e publicar livros no exterior.

    A seguinte informação foi pinçada no site desta organização: “tivemos a idéia de criar um livro em que selecionaremos 100 textos de temas variados e tranformaremos no livro Ponte dos sonhos (do Brasil para Frankfurt o melhor de nossa terra) o livro será levado pelo stand CBL e acompanhado pela diretora executiva Sarah Aniston,”.

    Trata-se de uma afirmação mentirosa e cuja ação proposta é de total desconhecimento da CBL e de seus representantes legais. Somada à solicitação de depósito bancário proposto pela Ponte dos Sonhos, indicando as respectivas contas bancárias em nome de Izabelle Valladares e NGN Soluções, pode configurar fraude.

    A CBL vai interpelar a organização Ponte dos Sonhos extra-judicialmente, pelo uso indevido de sua sigla, além de assumir todas as demais atitudes jurídicas aplicáveis.

    Câmara Brasileira do Livro.

    —-

    “E agora, José?
    A festa acabou…”


  20. Olá por gentileza podem informar claramente o que está acontecndo com o projeto Pontes Culturais? Achei super legal a iniciativa ,mas confesso que fiquei preocupada depois que declararam que não vão conseguir expor as antologias em Frankfurt e no México.Fiquei mais preocupada depois se receber um e-mail onde a pessoa dizia que havia ligado na camara municipal de Niteroi e pediu informação sobre o lançamento do livro Deixa eu te contar, e lá nada souberam informar sobre o lançamento e o coquetel que deveria acontecer dia 24 de setembro.Gostaria de saber se podem ajudar com informações a respeito disso, se haverá lançamento, coquetel ou não? Muito obrigada, boa sorte a todos.NOVINSKY GUINSBURG

    • thipen Says:

      Oi Novinsky, respondendo à primeira pergunta: o que está acontecendo com o projeto Pontes Culturais?

      Como você pode notar, depois de muita investigação, contato com algumas editoras citadas pelo Pontes e de uma boa dose de ceticismo, o Eduardo chegou à conclusão de que o projeto não faz as parcerias que diz, abusando da boa-fé dos escritores para ludibriá-los.

      Você pode saber de tudo consultando o blog dele: http://www.pontesculturaisaverdade.wordpress.com

      Quanto à segunda pergunta: não tive acesso a essa informação, mas que tal você ligar pra lá (ou mandar um email, já que está no pc agora) e confirmar por conta própria? Assim você terá a informação em primeira mão.


  21. Olá, obrigada por responder.Eu enviei ontem um e-mail para Niteroi para obter informações estou esperando a resposta.
    Você pode me dizer o que fez para receber seu dinheiro de volta.
    Muito obrigada
    Novinsky

    • ejauch Says:

      Eu não sei se o thipen chegou a gastar alguma coisa com o projeto. Mas o Robert sim. Noc aso dele, ele conseguiu o dinheiro de volta ameaçando ir à polícia.

      E eu VOU à polícia, mas para denunciar, pois também não entrei em nenhuma “seletiva” do “pontes”. Aliás, eles apagaram tudo do blog, já foi dar uma olhada? 🙂


  22. ah me desculpe ,mas posso perguntar se vocês já pensaram em levar esses fatos para a imprensa,tipo televisão?
    Rede Globo, SBT.O programa do Jô Soares que é visto em todo o Brasil e fora dele também?
    Olha infelizmente minha filha participou do projeto
    e até eu em uma série.Mas depois de entrar no site da CBL e ver a declaração deles, sobre estarem tomando medidas judiciais fiquei assustada.Parece tudo tão sério.
    Né?
    Bem acho que a iniciativa deste blog tem fundamento,pois é preciso saber mesmo a verdade.
    Vou tentar receber a devolução do dinheiro que minha filha pagou,foram em 3 seletivas.Abraços

    • thipen Says:

      Olá de novo 😉

      Eu não gastei nada, por isso não recebi nada de volta. Sinceramente, não tive coragem de mandar meus contos pra lá.

      Deconfiei do projeto assim que tomei conhecimento do fato de que a Taschen não tinha parceria com eles.

      Talvez seja meu jeito, mas devemos sempre tomar cuidado antes de mandar nossos trabalhos para outras pessoas. Os riscos são muitos, não só financeiros, isso é o de menos, mas podemos até ter nossas obras plagiadas etc (antes de aparecer alguém jogando pedra em mim, esclareço que não estou citando que o Pontes plageia alguma coisa!).

      Fique atenta ao desenrolar dessa história, já que o Eduardo vai denunciar o Pontes na Delegacia de Ciber crimes.

      Quanto ao fato de recuperar o seu dinheiro, não impede que você entre em contato com a Izabelle e tente reavê-lo. Não garanto, todavia, que isso funcionará.

      Estranho é o fato de que até agora não vimos sequer um livro que tenha sido publicado por uma editora (que exista) em parceria com o Pontes. Pelo menos eu ainda não vi, e vocÊ?


  23. É uma pena esse tipo de coisa acontecer no Brasil, onde tantos talentos amadores esperam uma oportunidade. Eu mesmo fui levado na onda da “Antologia Vingança” da Izabelle Valladares (que me foi indicada por intermédio do blog “Pontes Culturais” e perdi meus R$ 120,00 e as despesas contratuais. Paciência. Espero que essas pessoas paguem por ludibriar os outros…


    • Recebi um contato da Izabelle, dizendo que o livro será publicado em janeiro. Aparentemente houve um problemas com os contatos por email. Acho que ainda não perdi os r$ 120,00. Estou no aguardo. Em janeiro (depois do dia 28) retorno, informando se correu tudo bem ou não.

  24. Aide Catella Says:

    Caros escritore, como puderam condenar a Izabele Valadares desta forma? E um absurdo que eu li neste Bog, além de ser uma pessoa maravilhosa, é uma acadêmica, agora uma comendadora, eu fechi contrato com a agente Sophie Margout através dela, sem me cobrr nada além de R$ 36,00 de sedex, ningém foi enganada ou ludibriado, quando mandamos as obras, enviamos também uma declaração de ciência que la apoderia não ser publicada, que podíamos não rceber respostas e que simplesmente encaminhavam as obras, basta entrar no blog da mesma que verã, além de minhas fotos, que sou real, todas as outras pessoas que só se deram bem com esta parceria, o que falta nestes escritores acima é talento e o que sobra é inveja!

  25. Marcos Says:

    Bom dia Senhores!
    Como aprendiz que somos em todos os seguimentos da vida gostaria, se me permitirem, expressar a minha opinião sobre o ocorrido.
    Não quero aqui ensinar o que é notório para os praticantes da leitura, bem como dos que são aspirantes a escritores de sucesso, porque escritores já o são, mas apenas expressar meu ponto de vista que poderá ser amplamente contestado, tendo em vista que cada qual possui sua forma de interpretação.
    Assim, diante do ocorrido gostaria de deixar claro que não quero tirar de ninguém o direito de sonhar e correr em busca de seu ideal, o de ser escritor.
    É de bom tom que tenhamos sempre cuidado com as promessas milagrosas que nos apresentam.
    Desde há muito, os trabalhadores e os sonhadores honestos que lutam por um ideal, estão fadados a passar por situações difíceis na vida, causadas por pessoas onde a honestidade e o senso de lealdade atrelada aos escrúpulos não fazem parte de suas vidas. São facínoras que tentam ludibriar para tirar vantagem dos idealistas, utilizando-se das mais variadas artimanhas.
    Para que não cair em armadilhas, devemos ter sempre em mente que na vida nada é fácil, e para o escritor no Brasil, é ainda pior.
    Estamos sempre a mercê de juras e promessas, embora sinônimos a realidade nos permite que sejamos incisivos. A dificuldade se mostra uma constante e, para nós que sonhamos editar trabalhos dentro do próprio país, essa oportunidade pode ser considerada milagrosa, imagine só, ter uma obra publicada na Europa ou Estados Unidos?
    E o pior, é que o chamariz é de encher os olhos, R$ 15.000,00 (quinze mil reais), para autores selecionados, imagine o que viria depois se fosse verdade.
    Devemos raciocinar de forma coerente, façamos a nós mesmos a seguinte pergunta: Somente no Brasil existem escritores querendo ter suas obras publicadas, e nos países da Europa e Estados Unidos, será que não existem pessoas com o mesmo sonho?
    Qual seria a finalidade de uma Editora Alemã ou mesmo uma Editora Francesa vir buscar escritores aqui no Brasil, esquecendo-se de seus países? Essa Atitude é no mínimo estranha em se tratando de literatura.
    Todos os dias chegam para várias editoras do mundo, vários trabalhos que são candidatos Best Seller, talvez um novo sucesso como Harry Potter, ou uma nova forma de apresentar vampiros, enfim, material não falta para que as editoras achem um novo nicho para o mercado, e tudo isto sem precisar pagar nada a qualquer novato.
    No mundo há inúmeros escritores de qualidade, que não conseguem editar um livro, não que não seja bom, mas é que os editoras ainda não conseguiram enxergá-lo da forma correta, não conseguiram vê-lo como realmente ele é, um sucesso.
    Assim, se não desistir, quem sabe a oportunidade chega para tornar seu sonho uma realidade.
    Mas como fazê-lo? No momento graças à internet temos a oportunidade de colocar os trabalhos à mostra, ou através dos concursos literários que são igualmente difíceis, mas é um meio que temos para que as portas sejam abertas e termos a oportunidade do trabalho ser lido.
    Porque não nos espelhamos em Amanda Hocking que vende milhões de livros sobre magia? Com uma diferença: eles só são publicados na web.
    Não vamos deixar que os oportunistas roubem nossos sonhos, não queiramos correr a frente de nosso momento, devemos caminhar devagar mas sobriamente assim não daremos oportunidade aos vigaristas de plantão, que só se preocupam em roubar os sonhos dos idealistas.
    Mesmo que queiram arriscar em algo duvidoso, arrisquem conscientes não se esquecendo de jamais de registrar a obra para que ela não seja furtada.
    Sucesso para todos.
    Marcos Garcia Hoeppner

  26. Robert Santos Says:

    Onde está Izabelle?
    Pessoal, faz um bom tempo que não tenho acessado aqui o blog. Mas hoje estou passando para informar que estou publicando três poemas numa antologia séria, pois dessa vez aprendi. Consultei tudo antes, e olha que coisa; a empresa organizadora tem um CNPJ e ela fornece o mesmo para os participantes.
    A publicação será no RS no fim do ano, estarei passando aqui para dar mais detalhes, só não posso divulgar aqui agora, pois existem pessoas que lutam pela nossa derrota.
    Eu tive a infelicidade de ler A Cúpula das vaidades, gente que livro chato, quanta redundância e quanta falta de analogia.
    Hoje conversando com meu professor de crítica à mídia (curso de cinema) fui informardo sobre outra antologia que está ocorrendo, a antologia da editora Regência: FANTASIANDO. Pelo menos o concurso rege de um edital com normas e dados cadastrais da empresa que consta explicitamente o CNPJ.
    Fui ao RJ e não consegui encontrar a sede deste projeto, consegui o endereço pelo google e o telefone que obtive é falso.
    E, um dia desses fiquei sabendo, a Izabelle Valadares foi demitida do projeto “que ela mesmo criou”, até onde sei ela passou uma informação falsa sobre a Câmara Brasileira do Livro (uma imensa novidade ela dar informações falsas). O livro da seletiva TASCHEN seria publicado este ano e o vencedor seria anunciado. GENTE, CADÊ O VENCEDOR? ONDE ESTÁ O LIVRO PUBLICADO?
    E como sempre a TASCHEN não sabe de nada e até então publica somente livros de arte e pedagogicos.
    Sinto-me péssimo quando olho para trás e vejo esse passo que dei no buraco, mas hoje já estabeleci meu nome em alguns lugares. Estou escrevendo um livro: Hoje Intensamente Você, que fala de uma professora portadora do virus HIV. Guerreiros Medievais ainda está engavetado, passando por modificações e constantes revisões ortograficas.
    É isso ai pessoal!
    Parece que eles não tomam vergonha na cara mesmo, mas fazer o quê, não é mesmo?

    Um forte abraço.

    Robert F. Júnior

    • thipen Says:

      Pois é, até hoje nenhuma sinal de livros publicados em parcerias com as editoras citadas por ela. Ademais, acho que muita gente parou de se “inscrever” para os “concursos” realizados pela mesma. Ainda bem né?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: