Os 5 Elementos da Ficção

Page of a book in portuguese.

Image via Wikipedia

Olá!  O nosso Manual do Escritor traz um excelente post hoje, baseando-se na tradução livre e comentada por mim do texto publicado na Writing Foward.

Você conhece os 5 elementos da ficção? Já ficou preso em uma parte do texto ou da história? As idéias não fluiam mais? Terminou seu livro mas acha que está faltando alguma coisa?

Então você deve ler este post e conhecer os 5 elementos básicos que não podem faltar em um texto/livro de ficção.

Na ficção, há muito espaço para a criatividade: você pode escrever sobre o futuro, sobre um passado alternativo ou até mesmo criar o seu próprio mundo, com as suas próprias regras.

No entanto, há pequenos elementos que podem te ajudar no processo de criação. Esses elementos – que são o material nuclear para a criação de uma história cativante e envolvente – estão presentes na grande maioria dos livros famosos de ficção. Os 5 elementos são:

Personagem – sobre quem a história é;

Plot (também conhecido como Enredo) – o que acontece com os personagens;

Tempo/Local – onde e quando a história acontece;

Tema – o porquê da história;

Estilo – como a história é apresentada ao leitor.

Cada um desses elementos estão presentes nas escritas de ficção. Se por acaso faltar algum, existe uma boa chance de o leitor sentir que a história está incompleta. É claro que haverá casos em que uma história possa se desenvolver sem a presença de um deles em específico, mas isso é a exceção e não a regra. Por isso, fique atento.

Aprendendo sobre esses elementos, você será capaz de:

1 – Identificar áreas problemáticas mais facilmente;

2 – Ter uma nova visão da perspectiva dos seus leitores; e

3 – Você poderá usá-los para desenvolver a sua história quando estiver em dúvida quanto a que direção seguir.

Vejamos cada um dos elementos mais detalhadamente.

Personagem: A maioria das pessoas sentem que a caracterização é o elemento mais importante da escrita de ficção porque os leitores se ligam diretamente aos personagens. É essa ligação emocional que mantém o leitor interessado o suficiente para continuar, página após página.

Plot/Enredo: Para que exista uma história, deve haver ação. As coisas têm que acontecer de alguma forma. Como, quando, por que e em que ordem elas acontecem é o plot/enredo. Enquanto os leitores se ligam emocionalmente aos personagens, é o enredo que incita a curiosidade dele. “O que acontecerá agora?”

Tempo/Local: Pode ser considerado por muitos como o elemento menos relevante. Há casos, porém, que o local ganha tanta ênfase que pode até ser considerado como um personagem com vida própria. Aqui cito o exemplo das Terras Médias, de Tolkien (Senhor dos Anéis). O fato é que a maioria das histórias se passa em algum local, numa determinada época.

Tema: O que os leitores vão pensar quando terminarem de ler a sua obra? E qual é o assunto que chamará a atenção deles? Essas coisas serão determinadas pelo tema ou pela mensagem do seu texto. Existem temas bem batidos, como anjos e demônios (sobre o qual, aliás, estou escrevendo em um projeto de livro), mas que podem render uma boa leitura se explorados de maneira correta. Existem também temas sobre os quais ninguém escreveu ainda, quer um exemplo? “Peixes-zumbis que vieram de outro planeta”. Basta liberar a imaginação!

Estilo: Considerado por mim um dos principais elementos. Ao escrever ficção, há muitas coisas acontecendo que afetam a história, mas não tem nada a ver com ela. São as escolhas que um escritor faz sobre o modo de como contar a sua história. Os componentes de estilo incluem: o ponto de vista, a narração, a gramática e a ortografia, a pontuação, a linguagem, o ritmo, a estrutura, o tom, as imagens e muito, mas muito mais. O estilo também pode ser notado na escolha da voz em que se narrará o texto (1ª, 2ª ou terceira pessoa). O ideal é desenvolver um estilo próprio e único.

Por que é tão importante para um escritor compreender os 5 elementos da ficção? Não é melhor sentar e escrever, e deixe a sua criatividade fazer o seu trabalho?

Bem, sim e não.

Quando esses elementos estão entrelaçados de forma integrada, uma história ficará mais profunda, rica e real. Ela vibrará na mesma frequência que  os leitores vibram. Claro, há momentos em que a criatividade irá fazer o trabalho para você. Mas em algum momento, você terá de verificar o seu trabalho e perguntar se a história funciona como um todo. Se isso não acontecer, se você sentir que algo essencial está faltando, então é provável que um desses elementos esteja ausente ou não foi tratado adequadamente.

Claro, você pode se sentar e escrever uma história criativa sem fazer um planejamento antes, sem estruturar ou ao menos pensar nos 5 elementos, e há uma pequena chance de que ela seja boa. Mas quanto mais você estudar e entender a arte de escrever,  mais equipado estará para escrever uma história de ficção que seja verdadeiramente boa e empolgante.

Como em tudo na vida, a prática leva à perfeição.

Thiago Pereira Neves, 09 de setembro de 2010.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Manual do Escritor

5 Comentários em “Os 5 Elementos da Ficção”

  1. Jauch Says:

    Sou o primeiro a comentar! EEEEEEe rssrs

    Vou recomendar um livro muito interessante, para todos os que estão iniciando no mundo da escrita.

    Chama-se “Cartas a um jovem romancista”, do escritor Mario Vargas Llosa.

    É um livro pequeno, mas estupendo, sobre a arte da escrita.

    Excelente para os “noviços” 😉 hehe

    • thipen Says:

      Tudo blza, Eduardo?
      Nunca ouvi falar desse livro, porém vou procurar sobre ele na net e se for interessante até compro, uma vez que todo investimento em conhecimento ainda é pouco.

      E pelo que você falou, nem deve ser muito caro 😉

      Assim que ler o livro, talvez faça uma resenha dele aqui no blog.

      Obrigado pela indicação, e espero que tenha gostado do post.

      • Jauch Says:

        Opa, gostei sim 😉

        (apesar de que no último ano eu também “corri atrás” de tudo que eu pude encontrar sobre a arte de escrever, rsrsrs)

        Ainda estou aprendendo, obviamente.

        Ah, e o livro, muito provavelmente você só vai encontrar em sebos.

        O que eu tenho em mãos, foi dado de presente apra meu sogro, e mandamos vir de uma livraria no Brasil, mas penso mesmo que era “usado”, apesar de estar em excelente estado.


  2. […] para começar um grande projeto? Compartilhe as suas ideias nos comentários abaixo. E clique aqui para saber um pouco mais sobre os Cinco Elementos da […]


  3. Concordo com você. Sem esses elementos básicos, fica difícil começar e/ou prosseguir com uma história. Acho mesmo que é necessário que todas essas escolhas – especialmente de estilo – sejam feitas antes de se escrever a primeira letra, para que haja coerência desde o início.
    Quanto à questão da ambientação, de fato muitas vezes não é fundamental, mas é um dado muito importante para a verossimilhança. Quando você diz que a história acontece em São Paulo entre os anos de 1915 e 1928 (o romance que estou escrevendo), o leitor já sabe em que terreno vai pisar. Uma ambientação bem trabalhada faz até o leitor pensar que a história é verídica. Isso para mim é a glória: escrever com tanta verdade que parece mesmo verdade.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: